Home Institution

Pitzer College

Publication Date

Spring 2005

Program Name

Brazil: Culture, Development, and Social Justice

Abstract

No Brasil, existe uma longa história de um racismo institucional. Ou seja, desde a escravidão, a população afro-brasileira tem sido abandonada pelo Estado brasileiro. Esta pesquisa explora a relação entre o Estado e uma comunidade remanescente de Quilombo situada na Chapada Diamantina no Estado da Bahia. A relação entre os dois é estudada em termos dos direitos à terra Quilombola. Para os Quilombos, o direito à sua própria terra é o mais importante para a preservação das comunidades e também é o direito mais negado pelo Estado brasileiro. A negação desse direito tem muitas conseqüências para os quilombolas porque eles dependem da terra para sobreviver e porque eles têm habitado na mesma terra desde que eles estão resistindo o racismo. Uma mudança na terra, como a barragem que foi construída nessas comunidades, causou mudanças na cultura, na qualidade da vida e nas mentes das pessoas. Enfim, a desvalorização da terra Quilombola ignora a importância da história Quilombola.

Disciplines

Inequality and Stratification | Place and Environment | Sociology

 

Share

Article Location

 
COinS