Home Institution

Harvard University

Publication Date

Fall 2006

Program Name

Brazil: Public Health and Community Welfare

Abstract

O mundo do trabalho doméstico é um mundo invisível de discriminação, desvalorização e exploração. No Brasil, existem milhões de trabalhadoras domésticas, na sua maioria mulheres, negras e que vêm de histórias pobres. Essas trabalhadoras domésticas enfrentam uma agressão profunda contra a dignidade, direitos, saúde, e identidade delas.

Nesta pesquisa, perguntamos sobre a relação entre identidade e saúde. Como é que a identidade afeta a saúde? Qual é a natureza desta relação? A motivação para esta pergunta vem da invisibilidade das condições de saúde—como uma expressão do corpo e da mente-- desta população e também o reconhecimento que a identidade duma trabalhadora doméstica e mulher negra no "imaginário social do Brasil" são manipuladas por várias imagens negativas e desumanizadas de raça, gênero, e classe. Os resultados desta pesquisa foram obtidos através de várias entrevistas com trabalhadoras domésticas no Sindicato das Trabalhadoras Domésticas (Sindoméstico), no Colégio Antonio Vieira e no programa "Trabalho Doméstico Cidadão" na Mata Escura.

Descobrimos duas mensagens profundas segundo as estórias destas mulheres: (1) a saúde das trabalhadoras domésticas está sendo construída por estas imagens exploradoras que, realizadas em condições do trabalho (horário, quarto e exclusão) e a violência (física, sexual, moral/verbal e estrutural), agridem tanto o corpo como a própria identidade e auto-estima delas; (2) com movimentos de educação, valorização e conscientização, elas estão conseguindo reconstruir a própria identidade para resgatar a auto-estima e auto-promover a saúde. As duas mensagens se cruzam com o poder de auto-imagem e auto-estima: como a visão que elas têm de si mesmas é tão importante como a visão em que o mundo as vêem.

Enfim, vimos que identidade faz parte da saúde porque identidade, construída através da educação, consciência, empoderamento e auto-estima--determina sua "construção" da saúde. Sua identidade determina sua capacidade de defender sua saúde, conhecer seu corpo, cuidar de si mesma, se defender, reagir e crescer. Essa relação é prioritariamente uma interação porque tanto a saúde como a identidade são construídas lado a lado pela visão que o mundo tem de você e a visão que você tem de si mesmo.

Disciplines

Occupational Health and Industrial Hygiene | Public Health

 

Share

Article Location

 
COinS